Polo de Fotografia

Posts Tagged ‘Fotoarte’

Mais polêmicas em concursos

Posted by polodefotografia em 26/10/2009

3969562229_230500985b_m

Concursos na maioria das vezes são polêmicos. Na verdade, historicamente, os concursos geram embates por terem resultados que desagradam a muitos, e nunca apresentam resultados unânimes.  Mas eis que na fotografia tem surgido um fenômeno que, infelizmente, está conquistando quase uma unanimidade: os sorteios que desagradam não pelos seus resultados, mas por suas regras.

Já muito comentado foi o caso do FotoArte Brasília, que depois de muita chiadeira – até mesmo da parte dos jurados – suspendeu duas regras que haviam sido incorporadas na surdina apenas na hora do contrato com os fotógrafos selecionados.

Eis que surge então uma nova polêmica – felizmente já solucionada diante da balbúrdia levantada no meio. O caso foi do banco HSBC, que decidiu fazer um concurso no flickr. Até aí nada demais. Há exemplos de sucesso de empresas que usaram o flickr para suas campanhas publicitárias, remunerando adequadamente os seus participantes. Dois casos bastante citados são o do Banco do Brasil, que usou uma imagem de usuário do flickr e chegou a criar um banco de imagens próprios na rede social.

Ou mesmo o caso do usuário citado pelo blog amigo do Daniel Matsuo , de uma foto que foi comprada pela TAM, para ser cortada e adicionada a um anúncio seu por um período de seis meses.

Agora, no regulamento do HSBC, a proposta era de liberação GRATUITA dos direitos autorais para que as imagens cedidas no grupo do flickr fossem utilizadas em campanhas publicitárias. A polêmica em torno deste condição completamente antiética de aquisição da imagem em detrimento da remuneração do autor da foto gerou a criação de um grupo de discussão na própria rede social, serviu de base para uma carta que exala lucidez, da Louise Chin, do Lost Art, e acabou se revertendo numa alteração das regras do concurso (veja aqui).

Que seja louvável a atitude do HSBC reconhecendo seu erro, que sirva de exemplos para futuros concursos, que fique a satisfação do dever cumprido por parte dos que se indignaram e que, pelo amor de deus, fiquem no limbo do esquecimento os comentários imbecis e medíocres como os postados na página de protesto, que argumentam que “ninguém é obrigado a participar de concursos”, etc e tal…

Estes comentários decididamente não merecem comentários…

Posted in NEWS | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Uma vitória contra o absurdo, enfim…

Posted by polodefotografia em 06/10/2009

A fotógrafa Patrícia Gouvêa, diretora do Ateliê da Imagem, venceu sua bravata contra a direção do prêmio FotoArte, que havia cometido o deslize de incluir nos contratos dos artistas vencedores duas cláusulas impróprias. (Leia post anterior aqui)

A direção do concurso finalmente reviu sua posição e retirou as duas cláusulas. Para isso foi necessária muita pressão, e-mails, blogs, twitters, facebooks, enfim, a nova mídia personalizada agindo fortemente contra o que julgou inadequado, mesmo que os grandes jornais tenham ignorado completamente o fato, após ter recebido a carta aberta de Patrícia.

Se esses canais apontaram um caminho para derrubar a intransigência de um concurso, talvez possam ser usados para muitos outros motivos também de peso.

O Polo de Fotografia aplaude a atitude de Patrícia e de todos que a apoiaram.

Posted in NEWS | Etiquetado: , | 1 Comment »

O Absurdo

Posted by polodefotografia em 02/10/2009

5a-edward-munch-lurlo-1893-oslo-munchmuseetUma polêmica se instaurou nos bastidores do prêmio Foto Arte, de Brasília, e expôs um embate entre fragilidade de caráter e indignação explícita.

Tudo começou com uma contestação sobre o fato de duas cláusulas terem sido incluídas no contrato de cessão de direito das imagens dos vencedores do prêmio à empresa Arte 21, que representa o FOTO ARTE, e a ONG WWF, patrocinadora do mesmo.

Uma das cláusulas, estabelece que poderão ser efetuados cortes aleatórios nas imagens concedidas pelos artistas. Na cláusula seguinte, tão grave ou mais, o fotógrafo autoriza o uso da imagem por outras empresas sob controle da Arte 21 e outras ONGs!!!!

A bandeira foi levantada pela fotógrafa Patrícia Gouvêa (diretora do Ateliê da Imagem, uma das principais referências no ensino da fotografia no país) e rapidamente acatada, apoiada e defendida por todos os renomados jurados (Eder Chiodetto – presidente do juri – Tiago Santana, Milton Guran, Rogério Assis, Suzana Dobal e, Marcelo Reis).

O Polo de Fotografia teve acesso à troca de e-mails que desenrolou-se sobre o tema na semana que passou e pode perceber a inflexibilidade da diretora do Arte 21, Karla Osorio, diante da posição claramente de protesto de todo o juri e de outros fotógrafos, como Andreas Valentim, por exemplo, que descuidadamente já haviam assinado o contrato e “exigiram” a retirada das claúsulas.  Diante da posição dura de Karla, alheia a toda revolta que se instaurou, Patrícia Gouvêa abriu mão da menção honrosa que havia ganhado no referido concurso e é bem provável que outros sigam este caminho.

O Polo de Fotografia propõe aqui ampla divulgação para que este exemplo não se repita em outros prêmios e para que haja pressão suficiente para que as cláusulas errôneas sejam suspensas pela manutenção da credibilidade da premiação.

Posted in NEWS | Etiquetado: , , , , , | 5 Comments »