Polo de Fotografia

Com sentimentos

Posted by polodefotografia em 25/09/2009

imagem de Loretta Lux

Uma das presenças mais aguardadas do Paraty em Foco deste ano, a alemã Loretta Lux despertou aversões e antipatias no público presente no início da noite desta sexta-feira.

Absolutamente no sentido contrário das manifestações coletivas, integradoras e cheias de perspectivas de divulgação de imagens que a internet e os coletivos trouxeram, Loretta fechou -se em copas. Proibiu que se fizessem imagens de sua apresentação e – reza a lenda – chegou a azedar com a organização ao saber que a entrevista seria transmitida para a tenda principal.

À parte as dificuldades técnicas para ouvir as considerações de Loretta da tenda, a fotógrafa seguiu à risca um roteiro pré-programado que abdicou completamente da espontaneidade. Dentro de um modelo quadrado de perguntas e respostas já previamente organizadas, ela falou da infância, refletiu sobre o impacto em sua obra desta época vivida com dificuldades na Alemanha Oriental e deixou claro: “Não fotografo a criança, mas o personagem”.

Em mesas de bar após o evento ouviu-se de fotógrafo carioca: “Ela fotografa o próprio ego”…  Mas tudo, é claro, garante ela, com consentimento dos fotografados. “Nunca fotografo sem obter o consentimento”.

Ao proibir antipaticamente que se fizessem fotos em sua palestra/entrevista, Loretta deixou a todos com sentimentos nada favoráveis ao seu não consentimento. Lamentável.

Mas a noite promete. Logo mais na tenda principal o trabalho coletivo 15 minutes exhibition, do Ateliê da Imagem, em parceria com o Art Salon, será exibido. Na sequência, os coletivos Cia de Foto e Garapa apresentam suas imagens e viram DJs para comandar a festa.

Sobre ambos, o Polo tem a dizer que já assistiu ao 15 minutes… ontem à noite em pré-exibição, e aprovou a concepção. Como bem definiu Patrícia Gouvêa, do Ateliê da Imagem, o vídeo não é uma projeção, mas um “passeio por imagens”. “A idéia é despertar sensações”, disse Patrícia. O Polo recomenda e destaca a excelente trilha preparada pelo DJ Nado Leal.

Já sobre o Cia de Foto e o Garapa, participamos hoje de uma conversa “coletiva”. Além dos dois supercoletivos, estavam no bate-papo o casal do Lost Art  e o grupo SX-70. Aguardem em breve notas sobre este papo que foi promovido pelo jornal O Globo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: