Polo de Fotografia

Archive for setembro \30\UTC 2009

Prazer de ver

Posted by polodefotografia em 30/09/2009

fnac Sebastião Salgado revela que entrou na fotografia de maneira brusca e largou a analógica por causa do excesso de raio X em aeroportos pós 11 de setembro.

Walter Carvalho conta que quando soube que Salgado havia partido para a digital, percebeu que o mundo tinha mudado e mandou buscar a sua nova câmera.

Thomas Farkas recomenda aos iniciantes: fotografem muito…

São 40 fotógrafos  entrevistados por Simonetta Persichetti para o projeto Encontros com a Fotografia, que inclui livro e DVD, concebido para marcar os dez anos de abertura da primeira Fnac no Brasil, em 1999. Todos já expuseram suas imagens nas galerias internas da Fnac e tiveram obras adquiridas pela mesma.

A tradição, na França, começou há 55 anos, quando dois amigos, Max Théret e André Essel, abriram em sociedade a primeira loja Fnac num pequeno cômodo de 40 metros quadrados do boulevard Sebastopol.

Amantes da fotografia, eles queriam comprar equipamentos com desconto e fundaram a empresa para fornecer materiais a uma cooperativa de fotógrafos. Hoje, as 142 lojas existentes no mundo, além dos equipamentos, vendem tiragens limitadas de grandes fotógrafos.

O trabalho apresenta um passeio pelo mundo dos fotógrafos: São Paulo, Rio, Porto Alegre, Curitiba, Minas, Paraíba, Bahia,  Belém, Brasília, Juazeiro e… Paris.

O passeio esmera-se em prazer para os amantes da fotografia que, ao término do documentário ficam com gostinho de quero mais. À parte a trilha sonora um pouco cansativa, que é um dos únicos pontos fracos do projeto, o destaque vai para as frases que podem ser pinçadas nos relatos de cada fotógrafo sobre sua trajetória e sobre o que pensam desta prática fotográfica.

Eustáquio Neves, por exemplo, nos conta que “não termina uma fotografia”: “Eu abandono, porque senão vai ser um esvaziamento total na imagem, que não vai mais ter relação com a fotografia”.

Já Walter Carvalho lembra que “olhar e ver é muito diferente”:  “Quem decide o que você está fazendo na hora de fotografar não é o olho, mas os neurônios”.

No fio de ariadne que é a fotografia, conduzindo homens e mulheres de culturas tão diferentes no decorrer do documentário ficam poucas unanimidades. Há os que já colocam o próprio monitor da câmera digital no módulo preto e branco, porque não se atrelam às cores. Em contrapartida há Luiz Braga, que diz depositar camadas de cores sobre a base de preto e branco, ou Walter Firmo, exaltando a imagem colorida.

Na trajetória também fica clara a influência dos pais na decisão da fotografia da maioria dos entrevistados. “Certamente se meu pai não fosse fotógrafo eu também não seria”, diz Christian Cravo.

Em tempo: Mario Cravo Neto concedeu neste projeto uma de suas últimas entrevistas… Em dado momento, ele comenta que desde a década de 60, quando as fotografias foram para as galerias, “tudo ficou nebuloso e conflitante”.

Obras como esta da Fnac contribuem muito para elucidar estes conflitos, revelar as ideias por trás das câmeras e, feito um instantâneo fotográfico, registrar este momento, preservando a memória fotográfica brasileira para a posteridade.

Anúncios

Posted in Livros | 1 Comment »

Um ser pulsante

Posted by polodefotografia em 27/09/2009

400px_CP0511_09_85

A entrevista com Arthur Omar nem precisava de entrevistador, sem querer desmerecer Juan Esteves. Mas o fato é que Omar é uma figura tão interessante e articulada, que fez uma apresentação fantástica de um vídeo dividido em algumas partes com 28 minutos de duração, que termina com o sol escrevendo OMAR.

Aí vão algumas frases para se pensar, ditas por ele:

“a missão da fotografia não é buscar a semelhança, é inventar a diferença”

“eu estou sendo Arthur Omar”

“eu aprendo mais lendo Proust que lendo um livro de fotografia”

“eu não sou visual, eu sou verbal”

“o momento é quando o espaço e tempo estão numa profunda relação orgânica. No instante, o tempo se sobrepõe ao espaço. É a surpresa”

“eu sou uma sucessão de erros”

Enfim, foi definitivamente um encontro com um artista que pulsa.

(Claudia Tavares)

Posted in NEWS | Etiquetado: , | 1 Comment »

Descondicionando

Posted by polodefotografia em 26/09/2009

DSCN2602

Passar o sábado agradável do Paraty em foco, cheio de atrações dentro e fora do evento, fechado em uma sala de hotel num franco exercício de autoconhecimento é para poucos. Ou melhor, para exatas 32 pessoas que fizeram o workshop de Claudio Feijó, para o descondicionamento do olhar.

Troca com parceiros e em grupo, exercícios para buscar os próprios objetivos, qualidades e dificuldades no ato fotográfico são práticas minuto a minuto durante o workshop.

Se dá para realmente “aprender” a alinhar sentimento, razão e ação no mesmo instante do click, é algo que ainda não dá para saber. “Alguns só vão perceber o significado e a importância de terem participado desta experiência meses ou anos depois”, garante Claudio Feijó ao término do dia.

Fica pelo menos uma dica do “mestre”, que é a de fotografar mais e mais, sempre. Algumas vezes estimulado por músicas, ou por outros motivos. “Quando se fotografa o mesmo lugar ouvindo músicas diferentes o resultado é bastante interessante. Todos são influenciados pela própria bagagem imagética, mas também pelas influências do momento”.

Para saber mais do workshop de Cláudio Feijó, basta acessar o site www.olhar.com.br ou ler a entrevista do mesmo no blog do Paraty em Foco.

Posted in NEWS | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Entre fotos e festas

Posted by polodefotografia em 26/09/2009

paraty

Nem só de workshops, palestras, entrevistas e exposições é feito um Paraty em Foco. A cidade, que durante quatro dias consegue ser a mais fotografada do mundo (ganhando de Paris e Nova York), atrai batalhões de fotógrafos interessados não somente em clicar tudo, absolutamente TUDO, o que existe em seu entorno, como também em curtir todos os dias. E dá-lhe festas, cervejas, bate-papos informais.

E se na quinta, a festa foi privê, na casa de Dom João (e não se estendeu muito depois disso na tenda principal),  na sexta, os meninos do Cia de Foto assumiram seu lado DJ e promoveram um festerê prá lá de animado, sem perder a verve imagética…

Na tenda principal, atrás do palco, um mix com as fotos dos participantes do evento iluminava os rostos dançantes e transpirantes…

Tem mais por vir no sábado…

Posted in NEWS | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Com sentimentos

Posted by polodefotografia em 25/09/2009

imagem de Loretta Lux

Uma das presenças mais aguardadas do Paraty em Foco deste ano, a alemã Loretta Lux despertou aversões e antipatias no público presente no início da noite desta sexta-feira.

Absolutamente no sentido contrário das manifestações coletivas, integradoras e cheias de perspectivas de divulgação de imagens que a internet e os coletivos trouxeram, Loretta fechou -se em copas. Proibiu que se fizessem imagens de sua apresentação e – reza a lenda – chegou a azedar com a organização ao saber que a entrevista seria transmitida para a tenda principal.

À parte as dificuldades técnicas para ouvir as considerações de Loretta da tenda, a fotógrafa seguiu à risca um roteiro pré-programado que abdicou completamente da espontaneidade. Dentro de um modelo quadrado de perguntas e respostas já previamente organizadas, ela falou da infância, refletiu sobre o impacto em sua obra desta época vivida com dificuldades na Alemanha Oriental e deixou claro: “Não fotografo a criança, mas o personagem”.

Em mesas de bar após o evento ouviu-se de fotógrafo carioca: “Ela fotografa o próprio ego”…  Mas tudo, é claro, garante ela, com consentimento dos fotografados. “Nunca fotografo sem obter o consentimento”.

Ao proibir antipaticamente que se fizessem fotos em sua palestra/entrevista, Loretta deixou a todos com sentimentos nada favoráveis ao seu não consentimento. Lamentável.

Mas a noite promete. Logo mais na tenda principal o trabalho coletivo 15 minutes exhibition, do Ateliê da Imagem, em parceria com o Art Salon, será exibido. Na sequência, os coletivos Cia de Foto e Garapa apresentam suas imagens e viram DJs para comandar a festa.

Sobre ambos, o Polo tem a dizer que já assistiu ao 15 minutes… ontem à noite em pré-exibição, e aprovou a concepção. Como bem definiu Patrícia Gouvêa, do Ateliê da Imagem, o vídeo não é uma projeção, mas um “passeio por imagens”. “A idéia é despertar sensações”, disse Patrícia. O Polo recomenda e destaca a excelente trilha preparada pelo DJ Nado Leal.

Já sobre o Cia de Foto e o Garapa, participamos hoje de uma conversa “coletiva”. Além dos dois supercoletivos, estavam no bate-papo o casal do Lost Art  e o grupo SX-70. Aguardem em breve notas sobre este papo que foi promovido pelo jornal O Globo.

Posted in NEWS | Etiquetado: , , | Leave a Comment »