Polo de Fotografia

Posted by polodefotografia em 14/08/2008

JR é um francês.
Fotógrafo, que se diz “artivista” e não quer dizer o nome todo.
Artivista, que vem de uma mistura de artista com ativista político.
A última das suas pode ser vista no Morro da Providência, no centro do Rio, onde vira e mexe acontece uma guerra. Sua obra, ainda inacaba, consiste em fotografar as mães de vítimas da volência e estampar estas imagens em painéis gigantes nas casas do morro.

Para quem passa, a obra chama atenção. Para quem mora, valeu o olhar de atenção…
A idéia dos grandes painéis já havia sido feita antes por JR em Paris e deve ser repetida na Índia, Vietnã e Marrocos. Ele só comentou o trabalho para o jornal El País, e foi alvo de matéria no Estadão de hoje. Na próxima semana concederá entrevista coletiva.

Pelo que se sabe a partir de ambas as reportagens, a comunidade gostou e o povo do tráfico só pediu para que não fossem fotogfradas as “bocas” e os próprios “chefes” do movimento no morro.
A foto acima foi feita pelo editor do Estadão no Rio, Fabio Motta, quando passava pelo local. Já o relato de outro fotógrafo do estadão e do repórter que foi fazer a matéria diz que, apesar das imagens serem visíveis de longe, há uma intimidação para que não sejam feitas fotos no local.
Dizem os garis que o artivista JR prefere que o local seja clicado no fim do dia, melhor hora para apreciar as obras, quando as luzes das casas são acesas.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: