Polo de Fotografia

O olhar feminino na estante

Posted by polodefotografia em 13/03/2008

Annie Leibovitz (American, b. 1949), Nicole Kidman, 2003, Photograph ©
Annie Leibovitz from “A Photographer’s Life: 1990-2005” Courtesy of Vogue.
Por Philippe Machado*
Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, nada mais apropriado do que comentar a importância das fotógrafas no mercado editorial. Comecei a pensar nas grandes referências e suas grandes obras. Certamente uma das mulheres mais publicadas é Annie Leibovitz, com pelo menos seis livros individuais, sendo o mais recente: “A Photographer´s Life 1990-2005” (Ed. Random House, 472 pág.). Isso sem contar as dezenas publicações coletivas.
Qualquer boa estante também incluiria Diane Arbus (já comentada aqui no blog), que mostrou à América e depois ao mundo pessoas que se encontravam, até então, à margem das lentes.
São vários livros, mas gostaria de chamar atenção para o ainda não lançado (previsão para abril de 2008), “Hubert’s Freaks: The Rare-Book Dealer, the Times Square Talker, and the Lost Photos of Diane Arbus” no qual serão publicadas “fotos encontradas” e atribuídas à Diane. É aguardar e ver.
Há outros nomes relevantes, como Sophie Calle e Cindy Sherman, que possuem trabalhos autorais e se apropriaram da fotografia como suporte. A primeira intercalando texto e imagem, a segunda fazendo do auto-retrato o ponto de partida para seus ensaios. Mas acho importante comentar especialmente sobre as “nossas” fotógrafas que publicaram suas obras, já que esse é um grande desafio no Brasil.
Claudia Andujar, nascida na Suíça e naturalizada brasileira, pode ter sua obra apreciada em seu mais recente livro: “A vulnerabilidade do ser” (Ed. CosacNaify, 340 pág.), que traz um retrospecto dos seus quase 50 anos de carreira. Com um trabalho fundamentalmente focado na questão indígena no Brasil, a fotógrafa recebeu vários prêmios, além de ter suas obras adquiridas por importantes museus e coleções internacionais.
Outra artista brasileira é Rosangela Rennó que, reconhecida nas artes plásticas, usa a fotografia como linguagem e publicou em 2003, um apanhado de seu material no belíssimo livro: “O arquivo universal e outros arquivos” (Ed. CosacNaify, 392 pág.), editado em razão da exposição homônima realizada no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. A artista ainda teve sua obra publicada na simpática Série: “Fotoportatil n°3” (ed. CosacNaify, 56 pág).
Por enquanto é isso, parabéns às mulheres e em especial àquelas que representam com muita qualidade a produção de livros de fotografia no Brasil e no mundo. Semana que vem eu volto, com mais dicas, espero que gostem…
* Philippe Machado (philippe@donalaura.com.br)
é fotógrafo e sócio da Livraria Dona Laura,
que fica na Casa de Cultura Laura Alvim.
Ele vai escrever semanalmente aqui no Pólo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: